Uma luz segura para cabeça.

image

Alguns materiais fotosensiveis como papel fotográfico e processos antigos como calotipo e placa úmida são pouco sensíveis à luz de cor vermelha e âmbar. São chamados ortocromaticos. Por esta razão, pode-se usar uma fonte de luz vermelha para iluminar a área de trabalho sem “velar” o material fotossensível. Existem

No Brasil, esse tipo de iluminação é chama luz de segurança. Eu particular sempre achei que o termo certo é “luz segura” mas enfim.

Resolvi montar essa luz segura de cabeça para me auxiliar nos processos fotográficos que venho fazendo. Deixa minhas mais livres e consigo trabalhar em situações sem iluminação adequada.

A lâmpada de cabeça é uma dessas de camping. Está eu comprei por uns R$40 na Decathlon. Você vai precisar comprar um pouco de “rubylith” ou “filme rubi” em alguma loja de serigrafia.

Eu desmontei a parte onde fica a lâmpada apenas desrosqueando. Usando a lente refletora como molde, recortei alguns círculos de rubylith.

image

Apesar dos materiais ortocromaticos serem pouco sensíveis à luz vermelha, uma luz muito intensa por muito tempo ainda pode velar o material. Assim, talvez seja necessário empilhar algumas camadas de rubylith para diminuir a intensidade da luz. Isso vai depender do material fotossensível e da distância e tempo de uso. Só testando. Papel fotográfico de gelatina de prata é bem mais sensível que os processos do século 19.

Depois é só colocar os disquinhos vermelhos entre a lente refletora e a proteção plástica, rosquear e montar tudo.

Abraços!

Roger.

image

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta