Papéis para Calótipos

Minha pesquisa com negativos de papéis envolve descobrir quais papéis dão bons resultados no processo. Apesar de ter algumas indicações de papéis importados, decidi dar preferência para os que podem ser encontrados facilmente no Brasil.

Eu devo atualizar este post cada vez que minhas pesquisas avançarem neste sentido. Seguem os papéis que tenho usado com sucesso.

Canson Marquer 70gsm
Papel de base branca com excelente resultado. Dilata pouco e é razoavelmente resistente quando úmido. No processo úmido, revelações de mais de 20 minutos podem enegrecê-lo.
Necessita acidificação.

Canson Croquis 41gsm
Papel “manteiga” com excelente resultado no processo de calótipo seco. No processo úmido, é melhor iodizar por mais tempo, cerca de 10 minutos. Talvez seja bom sensibilizar por mais do que 3 minutos também. Super resistente quando úmido e pouco ou nenhuma dilatação. Super transparente quando encerado mas apresenta textura de fibras na cópia positiva.

Canson Vegetal 92,5gsm
Papel com excelente resultado porém manipulação difícil. Frágil quando úmido e com grande dilatação, que causa deformação da imagem no processo do calótipo úmido. Super transparente quando encerado, lembra um filme de base plástica tradicional.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta