Subversões Fotoquímicas com Distruktur – Oficina de filmagem e revelação em 16mm colorido em processo cruzado

Roger Sassaki/ agosto 20, 2018/ Cursos/ 0 comments

Data: 26 a 30 de setembro de 2018
Horário: das 10h às 19h (1 hora de almoço)
Local: Casa Ranzini | R. Santa Luzia, 31 | São Paulo – SP
Custo: R$1350,00 – Material incluso
Vagas: 10 alunos

Quero me Inscrever!

INFORMAÇÕES: contato@imagineiro.com.br

A película 16mm reversível (equivalente ao cromo na fotografia) tornou-se especialmente escassa quando a Kodak parou de produzir o Ektachrome em 2012. Há alguns anos, iniciamos nossa pesquisa do processo cruzado (cross-processing) de negativo colorido em busca de uma solução sustentável para produzir imagens diretamente projetáveis, já que esse tipo de filme, o negativo colorido, ainda é produzido em escala industrial. Além disso, encontram-se restos e pontas, latas em estoque esquecidas na geladeira de diretores de fotografia ou podem-se comprar em plataformas de venda online latas com a validade vencida há anos, mas bem conservadas.
O foco da oficina é a revelação de material exposto em negativo colorido 16mm, que entra negativo na câmera e vai positivo para o projetor. É através de técnicas especiais de exposição e revelação que o negativo se “positiva” sem a necessidade de fazer uma cópia. Cada revelação cruzada é única, não há padrões exatos que possam ser repetidos, e efeitos surpreendentes podem ser alcançados. Adaptando e subvertendo o uso indicado pelos fabricantes da película e das soluções químicas, resistimos contra a obsolescência do cinema analógico e criamos meios de continuar usando e desenvolvendo uma técnica e uma linguagem mesmo que alguns dos elementos do processo cada vez mais se estejam tornando inacessíveis ou raros no mercado.

Sobre a Oficina

No primeiro encontro apresentaremos diversos exemplos de películas reveladas através desse método. Desde 2015 realizamos inúmeros testes e ministramos cursos em torno dessa técnica (em Paris, Viena, Cairo, Alexandria e Salzburgo). Falaremos sobre a película colorida negativa e as características que esse tipo de filme adquire quando realizamos esse processo cruzado. Já́ a partir do primeiro dia e nos dias seguintes dois grupos se alternaram entre filmagem e revelação. Técnicas experimentais de câmera e laboratório serão testadas.
No quinto e último dia, trabalharemos organizando, projetando e avaliando os resultados.

Audiência

Estudantes de cinema, realizadores, fotógrafos, pesquisadores e artistas interessados em trabalhar com o suporte analógico. Para garantir o acesso dos participantes a todas as etapas de produção, serão oferecidas no máximo 10 vagas. Teremos negativos disponíveis, mas para uma maior diversidade de resultados, os participantes são encorajados a trazer negativo 16mm colorido não-exposto a que tenham acesso. Câmeras e fotômetros próprios podem ser utilizados durante o curso, desde que testados e em condições de uso. Estimamos que cada participante poderá́ filmar e revelar 15m (cerca de 1min20s se filmado a 24qps). Parcerias e combinações de ideias entre participantes são encorajadas e muito bem-vindas.

Material incluso para participantes
• 15m de negativo 16mm colorido (tipos e sensibilidades diversas)

Sobre os Professores

MELISSA DULLIUS (Porto Alegre, 1981) e GUSTAVO JAHN (Florianópolis, 1980).
Vivem e trabalham em Berlim desde 2006. Juntos formam DISTRUKTUR.
Movendo-se através das fronteiras entre arte e cinema, experimental e narrativo,
fotografia e imagem em movimento, exploram em seus trabalhos diferentes níveis da experiência sensorial e intelectual. Desestabilizam as noções do real e do imaginário ao mesmo tempo em que fundem as camadas de passado, presente e futuro. Deslocamento e transposição acontecem aqui como estratégias para produzir transformações, e as narrativas instáveis a que dão vazão sugerem que há muitas outras maneiras de comunicação além das normalmente conhecidas.
Combinando ficção com arquivo pessoal, os trabalhos da dupla fazem abrir um baú pessoal e coletivo, onde se encontram e reorganizam fantasticamente símbolos de diversas eras e lugares, denotando as veias profundas que unem os indivíduos e as culturas que os formam.
Começaram a fazer filmes em Porto Alegre no ano 2000, primeiro em Super 8 e depois em 16mm. Depois de mudarem-se para Berlim e juntaram-se ao grupo fundador do coletivo LaborBerlin e.V. passaram a incorporar práticas experimentais de filmagem e revelação analógicas ao seu processo criativo.
Além de conceber e produzir imagens em movimentos também trabalham como atores, músicos e técnicos de laboratório de cinema, realizando grande parte da pós-produção dos seus filmes.
Seus trabalhos tomam forma como filmes, instalações, filmesperformance, fotografias,
textos e materiais gráficos.
Baixe o PDF com mais informações

Custo e Inscrição

A reserva da vaga é feita pelo pagamento do valor da inscrição. Entre em contato para saber das formas de pagamento.
Inscrição e material: R$ 1.350,00

Cancelamento

Desistência da oficina com 15 dias de antecedência terá reembolso do valor da inscrição menos uma taxa de R$200,00. Não haverá reembolsos para desistências a menos de 15 dias do início da oficina. Em caso de cancelamento da oficina por parte da organização, haverá apenas o reembolso integral do valor pago. A organização poderá fazer e usar fotos e vídeos dos participantes para uso educacional e promocional.

Formulário de Inscrição

Condições: O pagamento deverá ser feito com antecedência por depósito bancário. As informações serão enviadas para o email fornecido por você no formulário abaixo. O preenchimento do formulário abaixo NÃO garante a participação na oficina. A sua reserva será confirmada por email posteriormente.

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu RG (obrigatório)

Seu telefone de contato com código de área (obrigatório)

Observações ou dúvidas

Copie os caracteres captcha neste campo:

Print Friendly, PDF & Email
Share this Post

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.