Porta ambrótipos

Desde os primeiros ambrótipos feitos por nós, um problema já era claro: como guardá-los e apresentá-los?

Historicamente, os ambrótipos eram acondicionados em lindas caixas decoradas com interior de veludo e moldura de metal dourado. Acredito que na época, esses “union cases” eram facilmente achados no comércio. Hoje em dia, não são mais fabricados. Talvez algum artesão por aí ainda faça, mas não deve ser barato.

Hoje finalmente cheguei em um resultado interessante para um estojo moderno, simples, funcional e de baixo custo.

Estojo para ambrótipo feito em papel.
Estojo para ambrótipo feito em papel.

Esse é um estojo é construído em um cartão corrugado de alta qualidade da Klug, próprio para construção de caixas de arquivo para museus. O projeto e corte da caixa é um serviço oferecido pela Molducenter, em São Paulo. Fomos lá pessoalmente visitar o lugar para discutir o projeto com o Nicolau Piratininga, que nos ajudou muito! Obrigado!

O legal desta solução é que é fácil retirar o ambrótipo de dentro dela, caso a pessoa queira vê-lo “nú”. Eu decidi montar ele como um “sanduíche” de vidro, preso e selado com fitas pretas de linho. Desta forma, a imagem em colódio fica bem protegida contra abrasões. Uma fina placa preta de faz o papel de positivar a imagem.

Estojo de ambrótipo

Para manter o estojo fechado, estou gostando da idéia de usar barbantes coloridos.

Estojo para ambrótipo

Falta ainda achar um bom lugar para colocar a identificação do Imagineiro, mas tá ficando bom!

Para quem quiser adquirir caixas customizadas com padrão de arquivo, procure o Nicolau na Molducenter: http://www.molducenter.com.br

Abraços!

Roger Sassaki

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta