FestA! Ambrótipos no Sesc Santos

Roger Sassaki/ março 14, 2017/ Eventos, Notícias/ 1 comments

O FestA! Festival de Aprender do Sesc SP foi um evento de oficinas, demonstrações e vivências de artes visuais que ocupou as unidades do estado de SP com programação em três dias: 10, 11, e 12 de março de 2017. Fomos convidados para demonstrar o processo de ambrotipia com a colódio-bike nos dois dias do final de semana no SESC de Santos. O vídeo acima foi um dos produzidos pelo SESC para divulgação do evento.

A temática da unidade era a bicicleta, por isso lá levamos a nossa com o laboratório móvel. Nos posicionamos bem no meio do saguão da convivência para apresentações de cerca de 45 minutos que se repetiam. Foram três por dia. Nelas fazíamos uma foto do grupo de ouvintes em “meia-placa” de vidro. O público pode então ver cada passo do processo, da sensibilização do vidro, passando pela captura e finalizando com a revelação, fixação e envernizamento. Durante a execução eram dadas explicações técnicas e o contexto histórico do surgimento do processo no meio do século 19.

Estas foram as placas feitas durante a demonstração:

Ficamos contentes que todas as demonstrações tinham bastante ouvintes e inclusive que vários viajaram de outras cidades próximas para nos ver! Uma delas me contou que a professora de sua aula recomendou a visita. Agradeço muito à professora! Nós fazemos estas demonstrações justamente para mostrar esse conhecimento que faz parte da fotografia brasileira e é muito difícil de ser visto pessoalmente. Sabemos o quão importante é a pessoa ver o objeto fotográfico e os passos de sua produção para entender a estética deste período da fotografia. Também sempre levantamos questionamentos de como artistas visuais atuais podem utilizar os diversos processos históricos da fotografia para produzir obras contemporâneas.

Desta vez, teve uma novidade a muito tempo planejada: instalamos uma câmera dentro do laboratório. Já tinha essa câmera de vigilância há algum tempo, justamente para isso. Quando eu entrava no lab, que só cabe uma pessoa, o público ficava sem ver o que era feito. A câmera tem uma iluminação infra-vermelha embutida que não vela de jeito nenhum a placa fotossensível. A imagem era então passadas em uma grande TV ao lado do lab onde as pessoas podiam ver a revelação da placa sendo feita.

Veja algumas imagens da atividade:

Gostaria de agradecer o SESC-SP e a programação do Sesc Santos por mais este convite pra apresentar meu trabalho para seu público. Também agradeço a equipe composta pelo Lúcio Libanori e Maurício Sapata que são essenciais para que um processo tão trabalhoso possa ser apresentado desta forma.

Abraços,

Roger Sassaki

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>
*
*

%d blogueiros gostam disto: